PROGRAMA DE MELHORIA DE GESTÃO NO HOSPITAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA


O Centro de Estudos Leopoldo Ayrosa Galvão desenvolve desde 2005 um Programa de Melhoria de Gestão de Hospitais Filantrópicos, orientado ao aprimoramento da qualidade assistencial e do desempenho gerencial das instituições, as quais recebem amplo apoio para incorporar modernas técnicas de gestão.

Este projeto sempre contou com a parceria da CPFL e a FEHOSP e já atendeu 90 hospitais em 73 municípios do Estado de São Paulo.

Em abril de 2013 foi a vez do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA), localizado no Município de Três Lagoas, com suporte da prefeitura e intervenção da Secretaria Estadual da Saúde. Este trabalho foi orientado ao desenvolvimento da assistência ambulatorial e hospitalar, tendo como prioridade incluir o HNSA na rede regional do SUS, pela Gestão Compartilhada entre o hospital e o Município, o qual indicou um diretor clínico para a gestão da assistência e um contador para acompanhar as finanças da instituição.

Assim, foi dada partida à elaboração de um Planejamento Estratégico, com ampla participação das lideranças do hospital, para preparar e executar um plano de desenvolvimento da instituição, sempre balizado pela política municipal de saúde, pelos princípios e diretrizes do SUS, orientado por parâmetros assistenciais que beneficiem a população local e regional.

 Denominado ‘Programa de Melhoria de Gestão’, realizou um programa de ensino e aprendizagem baseado em problemas, em que a direção, os gerentes e os colaboradores debatem os problemas encontrados e elaboram os mecanismos de controle e gerenciamento. Com isso, estes profissionais puderam se apropriar de todos os elementos do projeto durante seu desenvolvimento, fortalecendo o vínculo interno das equipes e o comprometimento com a melhoria das ações.

Ressalte-se que, além dos debates entre os profissionais do hospital, cuidou-se de trabalhar a aquisição de competências em diversos aspectos da gestão de instituições hospitalares: desenvolvimento de competências para a preparação e aplicação de um método de planejamento estratégico, desenvolvimento e sistematização de um Plano de Humanização orientado pela Política Nacional de Humanização do SUS, atividades de consultoria nas áreas identificadas como aquelas com maiores insuficiências, aplicação de Instrumentos de avaliação (Pesquisa de Satisfação, Pesquisa de Clima Organizacional, Roteiro de avaliação CQH), realização de cursos, ações de coordenação e supervisões técnicas.

Considerado um sucesso, o programa atingiu praticamente todos os objetivos propostos e foi finalizado em dezembro de 2015.

Cadastre-se e receba nossas novidades