PROJETO DE GESTÃO REGIONAL E REDES – ESTRATÉGIAS PARA A SAÚDE EM SÃO PAULO


Em 29 de junho de 2016, o Centro de Estudos Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão (CEALAG) em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde-Unidade de Coordenação do Projeto-UCP desenvolveu uma pesquisa denominada de “Gestão regional e Redes – Estratégias para a Saúde em São Paulo”, com o financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O projeto teve como objetivo principal estruturar um diagnóstico abrangente da rede de serviços de cinco regiões de saúde do Estado de São Paulo. Foram investigadas a Região Metropolitana de Campinas, o Vale do Ribeira, o Litoral Norte, Itapeva e o Vale do Jurumirim.

Estas regiões apresentaram diferentes indicadores de composição da capacidade instalada e na prestação de serviços de saúde, porém com altos graus de especificidades, podendo abranger diferentes estratégias para o fortalecimento das regiões e redes. Ao todo, foram selecionados 22 municípios destas regiões, de acordo com estas características.

A pesquisa consiste em um estudo de métodos quantitativos e qualitativos com uso de dados secundários de banco de dados disponíveis, além da realização de entrevistas com informantes residentes nas cinco regiões de saúde do Estado de São Paulo. Posteriormente, houve a realização de uma análise integrada dos sistemas, revelando as organizações regionais das ações e dos serviços de saúde.

Antes da realização das entrevistas, foram realizadas oficinas com exercícios de dinâmica em grupo, uma em cada região de saúde do estudo, voltada em especial para os gestores municipais, gestores regionais e pesquisadores, a fim de identificar as restrições e os problemas no funcionamento das Redes de Atenção à Saúde sob o ponto de vista dos gestores.

É importante ressaltar que nas oficinas também foram acordados com todos profissionais participantes, o período para a realização das entrevistas em cada região, tendo como foco principal três grupos de profissionais, foram eles: gestores; prestadores de serviços (públicos e privados); e sociedade (entidades e usuários do sistema de saúde).

Todas as entrevistas foram conduzidas por uma equipe de pesquisadores capacitados, onde foram abordados três pontos específicos referentes à política, estrutura e organização dos serviços de saúde. Destaca-se que todos os entrevistados foram contatados com antecedência para o agendamento das entrevistas, que foram marcadas no local de trabalho ou na residência de cada entrevistado.

Ao todo foram realizadas 799 entrevistas com questionários semiestruturados e 97 com itinerários terapêuticos com roteiro aberto de questões.

Finalizado em 01 de março de 2018, a pesquisa obteve resultados significativos, alcanço os objetivos propostos. Este projeto teve como coordenador o Prof. Nelson Ibañez.

Para conhecer mais sobre o projeto de “Gestão regional e Redes – Estratégias para a Saúde em São Paulo”, acesse www.gestaoregional.saude.sp.gov.br.

Cadastre-se e receba nossas novidades