PROGRAMA DE MELHORIA DE GESTÃO DE HOSPITAIS FILANTRÓPICOS


Programa de Melhoria de Gestão de Hospitais Filantrópicos, projeto realizado entre os anos de 2005 e 2017, em parceria com a CPFL Energia e o Hospital Samaritano de São Paulo para viabilizar melhorias de gestão das Santas Casas, com a capacitação das lideranças, apoio no desenvolvimento do planejamento estratégico, avaliação da qualidade da gestão hospitalar e análises dos resultados.

Em cada hospital que se incorporou voluntariamente ao programa foi criado um Comitê de Revitalização, com representantes da direção e das áreas de apoio (enfermagem, corpo clínico, lavanderia, manutenção, tecnologia de informação, farmácia, gestão de pessoas, nutrição, entre outras), que ficaram responsáveis pela disseminação do programa para os demais colaboradores e manter a continuidade dos avanços alcançados.

Comitês Regionais também foram criados com o objetivo de fortalecer as ações nas redes regionais de prestação de serviços à população, desenvolvendo projetos conjuntos de racionalização e diminuição de custos de compras, contratos, uso de equipamentos, além das trocas de experiências em diferentes aspectos da gestão hospitalar.

Os hospitais de maior porte, com melhor estrutura e localizados nas maiores cidades das regiões, denominados “Sedes”, assumiram a responsabilidade de centralizar as atividades, cumprindo o papel de dinamizar o processo e proporcionar apoio aos demais hospitais. As instituições de menor porte, denominadas “Participantes”, contaram com os mesmos suportes da consultoria para a capacitação das lideranças, apoio e acompanhamento do planejamento estratégico, avaliação da qualidade da gestão e implantação das ações pactuadas. O processo de aprendizagem tem como base metodologias problematizadoras, favorecendo a adoção de novos mecanismos de controle e gerenciamento.

Foram utilizados dois instrumentos de avaliação com o objetivo de contribuir para uma melhoria contínua da qualidade hospitalar. Nos hospitais Sede foi aplicado instrumento especialmente desenvolvido pelo CQH (Compromisso com a Qualidade Hospitalar) e nos hospitais Participantes um instrumento desenvolvido pelo CEALAG, adequado ao porte e complexidade dos mesmos.

O CEALAG desenvolveu outros dois instrumentos de avaliação para os hospitais que aderiram ao programa: Pesquisa de Avaliação do Clima Organizacional e Pesquisa de Satisfação dos Usuários. O objetivo da primeira é efetuar diagnóstico e acompanhamento da evolução qualitativa do ambiente de trabalho na organização e a segunda foi preparada para captar a percepção de pacientes e familiares em relação aos serviços prestados. Ambos instrumentos servindo de base para o diagnóstico das organizações e para a tomada de decisão orientada ao aprimoramento da prestação de serviços.

Os recursos aportados pelo Hospital Samaritano de São Paulo ocorreram no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS). Na CPFL Energia foram coordenados pela área de Responsabilidade Social da empresa.

Em parceria com a CPFL o programa envolveu equipes dos hospitais de todas as regiões de saúde que se encontram na área de cobertura de distribuição de energia da CPFL no estado de São Paulo:

 

Regionais
de Saúde

Nº Instituições

Araçatuba

9

Araraquara

6

Baixada
Santista

3

Barretos

6

Bauru

13

Campinas

7

Franca

13

Marília

13

Piracicaba

6

Ribeirão
Preto

8

São
José do Rio Preto

8

Sorocaba

4

Total

96

 

 

Em parceria com o Hospital Samaritano foram atendidas:

 

Estado

Regionais
de Saúde

Nº Instituições

SP

Baixada
Santista

2

Grande
São Paulo

1

Marília

2

Pres.
Prudente

5

Registro

1

São
João da Boa Vista

2

Sorocaba

2

Taubaté

10

SC

Araranguá

4

Criciúma

4

Tubarão

4

MG

Região
Metropolitana de BH

10

RS

Santa
Maria

6

Total

53

 

Cadastre-se e receba nossas novidades